Liga Mur

… uma cambada de tolos …

O futebol é um mundo maravilhoso de fantasia e cor

Há fábulas com menos cenários ilusórios ou irreais, que o universo do futebol. A Alice, a garota das maravilhas, entrava através do espelho para um mundo virtual de animais extravagantes, cartas viciadas em exércitos de corrupção e despotismo e florestas animadas por personagens invisíveis. Tudo só comparável a uma estonteante viagem à volta de um pastilha de LSD.
O nosso futebol está mais surreal, não como resultado do efeito lúdico da “coisa” mas devido à enormidade fantástica das asneiras e deliberações das personagens desta liga e que não lembrariam nem ao Carroll, mesmo depois de tomar uma caixa das mesmas pastilhas de LSD.
Não estou a intuir que o conhecido escritor tenha sido um fervoroso adepto desse tipo de “medicinas”, até porque ele era mais matemática, mas em relação aos dirigentes do nosso futebol, desconfio que andam a beber chá de qualquer coisa manhosa.

Com o campeonato/liga a dois terços, alterar as regras do jogo é como tirar a casa “prisão” do “Monopólio”; ou pedir que haja uma quarta ou quinta substituição porque um dos substitutos se sentiu mal; ou pedir a antecipação de alguns pontos a ganhar na próxima temporada por que agora fazem mais falta; ou prescindir de outros tantos da época anterior se isso não for prejudicial; ou pedir ao ministério público que os anos da pena sejam cumpridos no mesmo período mas imediatamente antes da morte; ou até mesmo ficar a dever ao banco e dizer que o neto vai ser muito rico e irá pagar tudo o que deve. Eu sei, já estou a fugir à linha directora do tema.
Agora pergunto, será que tal deliberação não vai desobrigar as equipas a ganhar? Não vão os resultados deixar de ter qualquer interesse assim como as exibições? Não pergunto nada, porque é lógico que vai!

«Que se lixe o resultado! Então, não há descida de divisão e eu vou meter o pé à bola capaz de me provocar uma lesão de várias semanas?»

«Se querem prémios de jogo vão ao “tota”, quer joguem ou não, vamos ficar sempre na liga principal»

«Presidente, como está? Olhe, dava-me jeito que você perdesse amanhã… Você sabe, para si já não aquece nem arrefece e a mim dava-me um certo jeitito, tá a perceber?»

Se até agora a presença de público no estádio já era pouca, “amanhã” será nenhuma, tudo por causa destas “panelinhas” sem qualquer sentido.

E já não falo das equipas, com passivos obscenos, que pagam milhões a jogadores, quando há gente a viver na mais dura pobreza. Também os há, de espírito mais delicado, que são capazes de passar fome para ver um jogo de futebol.

O futebol está podre e não é, efectivamente, um mundo maravilhoso de fantasia e cor.

Ah, estou a falar da proposta aprovada em assembleia da liga para este ano, de alargar o número de clubes da liga principal sem descida de divisão por parte de qualquer membro da “comandita”.

Fiquem bem com a vossa consciência!

Anúncios

Março 13, 2012 - Posted by | Traumático FC | , , , , ,

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: